flags

O Programa Científico da BCC

Um dos princípios fundamentais da Convenção da Corrente de Benguela é o de basear a utilização e gestão do BCLME e os seus recursos nas "melhores práticas científicas disponíveis". Para tal, a implementação de um Programa Científico abrangente, constitui uma das actividades-chave da BCC.

O Programa Científico da Comissão da Corrente de Benguela, formulado por intervenientes e peritos, aquando do término do Programa BCLME em 2008, culminará com o seu ciclo de cinco anos em 2014. Em antecipação, o Comité Consultivo do Ecossistema, em conjunto com a comunidade científica, está por conceber um novo Programa Científico para a BCC. Levando em linha de conta os objectivos e princípios da Convenção da Corrente de Benguela, o plano, em termos do seu âmbito, será mais abrangente em relação ao actual Plano Científico (principalmente focalizado em ciências pesqueiras) e especificamente designado a cumprir com os requisitos de tomada de decisões dos três países. O novo Plano Científico será implementado durante o período 2014-2019.

Os primeiros cinco anos

Com o generoso financiamento do governo da Noruega e da União Europeia e com o apoio do Projecto EAF-Nansen da FAO e outros parceiros, a BCC conseguiu gerir uma vasta gama de investigações científicas nos últimos cinco anos. No total, já foram implementados 18 projectos sob os auspícios do Programa Científico financiado pela Noruega; quatro pacotes de trabalho foram executados pelo projecto ECOFISH, financiado pela UE; foram ainda explorados, três temas pelo projecto EAF-Nansen e; deram-se primeiros passos rumo à tomada de decisão regional, em parceria com o programa ACP Fish II, igualmente financiado pela UE.
Outras concretizações de realce, incluem a nomeação de um Coordenador do Ecossistema; o estabelecimento de um Comité Consultivo do Ecossistema e vários grupos temáticos conjuntos; a formulação e implementação de uma estratégia de um navio regional de investigação, bem como o estabelecimento de laços e parcerias sólidos com programas regionais e internacionais.

A tabela seguinte resume as actividades científicas implementadas pela BCC durante o período 2008-2013.

 

Projectos de investigação financiados pela Noruega

   Título  Implementação  Ponto de Situação  Relatórios
 1.  Desenvolvimento de um Sistema de Informação sobre o Estado do Ecossistema (SEIS) para a BCC  IOI  Em curso  
 2.  Avaliação da biodiversidade espacial e gestão espacial, inclusivamente as áreas marinhas protegidas (AMP)  DEA  Em curso  
 3.  Elaboração de uma Política de Dados Regionais e Protocolo de Gestão de Dados para a BCC  CSIR  Concluído  icon BCC Data Policy and Protocol (321.91 kB)
 4.  O impacto do sulfureto de hidrogénio e a baixa oxigenação sobre as espécies marinhas costeiras  MFMR  Em curso  
 5.  Interacções entre as populações de peixes demersais ao largo de Angola  INIP  Em curso  
 6.  Definição dos recursos pesqueiros demersais ao largo de Angola  INIP  Em curso  
 7.  Estudo de viabilidade e sobre a necessidade de uma Unidade Histológica a nível da região do BCLME.  Consultant  Completed  
 8.  Ligações ambientais com os ciclos de vida dos peixes pelágicos, abundância e distribuição: determinação dos factores de governação  DAFF  Em curso  
 9.  Métodos de investigação acústica e erros conexos  DAFF  Em curso  
 10.  Desenvolvimento de metodologia acústica para a biomassa do zooplâncton  DAFF  Em curso  
 11.  Investigações da pré-história e a identidade das populações de carapau  INIP  Em curso  
 12.  Rede de monitorização costeira na região de Benguela  MFMR  Em curso  
 13. Desenvolvimento de um inquérito gémeo do Registo Contínuo de Plâncton (CPR) no BCLME  DEA  Em curso  
 14. Avaliação do impacto da eflorescência algal nociva sobre o meio ambiente costeiro  MFMR  Em curso  
 15. Workshop sobre a Pescada  Consultant  Em curso  
 16. Levantamentos hidrográficos sobre as unidades populacionais transfronteiriças regionais  FAO Nansen  Em curso  
 17. Levantamentos hidrográficos sobre a Foca e Aves-marinhas  DEA; MFMR  Em curso  
 18. Relatório sobre o Estado dos Recursos Pesqueiros de 2012  MFMR  Concluído

icon State of the Stocks report 2012 (7.21 MB)

 icon State of the Stocks Report 2011 (3.54 MB)

 

Projectos implementados em parceria com o Projecto EAF-Nansen
  Título Progresso  Relatórios
 1.  Implementação de um processo que permita a revisão (auditoria) e rastreamento de uma gestão EAF na região da BCC • África do Sul – há progresso substancial; o DAFF já incorporou a EAF no seu processo de gestão Avaliação de Riscos Ecológicos (ERA) são moderados pelo DAFF; havia sido proposto o seguimento de um processo similar pela Namíbia e Angola.
• Angola – a revisão da ERA de pequenos pelágicos foi concluída com alguma formação; os workshops sobre ERA foram adiados
• Namíbia – há atrasos na nomeação do ponto focal; a revisão ERA sobre a pescada foi concluída; está em curso uma nova revisão ERA sobre o linefish
 
 2.  Integração da dimensão humana de uma EAF na gestão das pescas da região de Benguela • Workshop regional realizado; a região é bastante pobre em termos de dados relacionados com indicadores sociais;
• Realizada a reunião do Grupo de Trabalho Regional em que se elaborou um projecto de conclusões do estudo;
• UCT/EEU apresentaram um relatório sobre a pesca em pequena escala na região
• Facilitaram iniciativas por toda a África do Sul
• O Relatório final está por se rever para posterior publicação

icon Integrating the human dimension of an ecosystem approach to fisheries into fisheries management in the BCC region. Baseline report - South Africa (1.07 MB) 

icon Human dimensions of small-scale fisheries in the BCLME region: an overview (1.09 MB)

icon Recommendations towards the collection and analysis of information on the human dimensions of fisheries including the development of a field monitoring program (179.32 kB)

 

 3.  Orientações sobre arranjos institucionais que apoiem uma EAF
  •  • O estudo foi apresentado ao Conselho de Gestão e enviado para os respectivos países;
     • O Conselho de Gestão decidiu que cada país deve accionar um grupo de trabalho EAF; o relatório deve ser apresentado por governantes a nível nacional; o Secretariado e os Coordenadores Nacionais devem visitar os ministérios das pescas nos três países para efeitos de acompanhamento;
    Algumas das recomendações são modeladas no sistema Australiano e foram consideradas adequadas para a região de Benguela
 

 

Projectos implementados no âmbito do Projecto ECOFISH, financiado pela UE
  Actividade  Implementação  Relatórios
 1.

 Pacote de Trabalho 1 – Avaliação das Unidades Populacionais
• Instituição de stock SAM para as espécies da pescada na África do Sul (MARAM/DTU)
• Instituição de uma interface baseada na web para SAM básicos (DTU)
• Modificação do modelo de avaliação SCAA para a pescada na África do Sul (MARAM/DTU)
• Compilação dos dados existentes para a avaliação das unidade populacionais do carapau e da sardinha (MARAM / DTU)

 Em curso  
 2.

 Pacote de Trabalho 2.1 – avaliação genética da estrutura das populações da pescada
• Recolha e análise das amostras; análise dos dados (DAFF)

 Concluíram-se os processos de recolha e análise das amostras, estando ainda em curso a análise dos dados  
 3.

 Pacote de Trabalho 2.2 – melhoramento da compreensão da vulnerabilidade na captura da pescada
(1)Preparação dos dados (levantamento hidrográfico, taxas das capturas comerciais e variabilidade ambiental) - (DTU, DAFF e NatMIRC)
(2) Análise dos dados existentes
(3) Montagem e ensaio do auto-suficiente pacote instrumental
(4) Instalação do auto-suficiente pacote instrumental e captura de dados acústicos a partir das investigações e dos navios comerciais
(5) Análise de novos dados

 As Actividades 1 e 5 foram concluídas, estando em curso as actividades 2, 3 e 4  
4.

 Pacote de Trabalho 2.3 – melhoramento e validação das técnicas para determinação da taxa de crescimento da pescada, do carapau e da sardinha
• Recolha de amostras para todas as espécies; análise do incremento marginal para todas as espécies; ensaios de recaptura de assinalação da pescada; workshop de harmonização de padrões. (INIP, DAFF e NatMIRC)

 Em curso  
 5.

 Pacote de Trabalho 2.4 – posição trófica da pescada, do carapau e da sardinha na área norte do ecossistema de Benguela
Recolha e processamento das amostras; publicação e recolha de amostras adicionais, caso necessárias (INIP, DAFF e NatMIRC)

 Concluiu-se a recolha e o processamento das amostras, estando em curso a publicação e recolha de amostras adicionais