flags

A Comissão da Corrente de Benguela

Criada em 2007, a Comissão da Corrente de Benguela é mandatada por Angola, Namíbia e África do Sul, a promover a gestão integrada, o desenvolvimento sustentável e a protecção do Grande Ecossistema Marinho da Corrente de Benguela (BCLME).

O BCLME abrange cerca de 30 graus de latitude, alongando-se até ao oeste de Port Elizabeth na África do Sul. É um dos mais ricos ecossistemas marinhos do mundo e sustenta uma abundância de vida.

A Comissão da Corrente de Benguela proporciona um veículo para que os três países da SADC possam introduzir uma abordagem ecossistémicaà gestão do BCLME. A Comissão está centrada na gestão dos recursos haliêuticos partilhados, a avaliação e monitorização do ambiente físico, o estabelecimento de um sistema de informação sobre o ecossistema bem como a gestão cooperativa da biodiversidade e da saúde do ecossistema.

As actividades da Comissão da Corrente de Benguela são apoiadas pelos governos de Angola, Namíbia e África do Sul; O Fundo Mundial para o Meio Ambiente; e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. O governo da Noruega providencia apoio financeiro generoso para o Programa Científico da BCC e a Islândia apoia uma iniciativa abrangente de Formação e Reforço de Capacidades.

Visão

Um Grande Ecossistema Marinho da Corrente de Benguela, que seja utilizado de, gerido, conservado, protegido de forma sustentável e, que contribua para o bem-estar dos povos da região.

Definição de Missão

Promover a cooperação entre a República de Angola, República da Namíbia e a República da África do Sul, rumo à uma abordagem integrada, centrada na ciência, e de carácter regional, para a conservação, protecção, utilização sustentável e gestão do BCLME, mediante facilitação do desenvolvimento e implementação de programas de trabalho conjuntos.

Principais Áreas de Desempenho

  • Prestação das melhores informações científicas disponíveis
  • Exploração e gestão sustentável dos recursos marinhos vivos
  • Exploração e gestão responsável dos recursos marinhos não vivos
  • Conservação da biodiversidade, do habitat, dos bens e serviços meio ambientais e das funções e processos do ecossistema.
  • Prevenção e mitigação da poluição intensa e crónica
  • Recursos humanos e financeiros suficientes para se alcançar os objectivos da Convenção
  • Transformação, formação e reforços das capacidades

Valores Fundamentais

Em conformidade com a consecução dos objectivos da Convenção, a BCC demonstrará os seguintes valores fundamentais:

  • Integridade
  • Responsabilização
  • Transparência
  • Equidade
  • Sustentabilidade Ambiental