flags

Exploração e produção de gás e petróleo

OIL RIGA produção do petróleo bruto na África Austral é dominada por Angola, ao passo que as refinarias da região encontram-se concentradas na África do Sul.

A produção do petróleo bruto em Angola quadruplicou nas últimas duas décadas, enquanto que as reservas de petróleo de que o país tem conhecimento, triplicaram em 2000. Angola já consolidou a sua posição como secundo maior produtor de petróleo da África subsariana, após a Nigéria.

A produção do petróleo bruto de Angola atingiu em média 1,7 milhões de barris por dia em 2007. Grande parte desta, provém dos campos petrolíferos ao largo da costa da província de Cabinda, à norte do país.

A indústria de derivados de petróleo de Angola representa 93 porcento do total de exportações do país. Em 2004, o petróleo e os derivados do petróleo geraram cerca de 9,7 mil milhões de dólares em receitas do Estado.

A Namíbia alberga uma indústria de produção de gás e petróleo novata, e há probabilidades de que o país tenha mais potencial em gás do que petróleo. Até a data, já foram perfurados 14 poços em offshore, particularmente sete no campo produtivo de gás Kudu. A Empresa Nacional de Petróleos da Namíbia, NAMCOR, e a de electricidadeNampower, foram conjuntamente mandatadas pelo governo Namibiano, no sentido de levar avante o projecto 'KuduGas-to-Power' (gás originado do campo Kudu para uso em electricidade), num esforço de satisfazer a crescente demanda de electricidade na Namíbia.

A África do Sul é o segundo maior consumidor de petróleo em África e o maior importador de petróleo bruto do continente. A produção total de petróleo na África do Sul, actualmente representa cerca de 10 porcento das necessidades domésticas. Passados 30 anos de exploração intensa, foram descobertos pequenos campos de gás e petróleo em offshore, mormente na bacia de Bredasdorp (ao largo sul da costa do Cabo), e da costa ocidental, nas proximidades da fronteira Namibiana.

O gás e os condensados do poço de gás F-A situado à 90km de MosselBay, são canalizados desde a costa até a refinaria PetroSA. Em 2000 o poço de gás E-M adjacente, com reservas de cerca de 400 mil milhões de pés cúbicos, foi ligado à plataforma F-A. A actual produção média dos poços satélites F-A e E-M, é de aproximadamente 195 milhões de pés cúbicos de gás por dia e 5190 barris de petróleo por dia.